O que você precisa saber sobre o passeio de balão em Teotihuacan

Sabe aquela história de realizar sonhos que a gente nem sabia que tinha? Pois é! Essa é a melhor forma que encontrei para descrever o passeio de balão em Teotihuacan, no México.

Importante falar que antes de viajar para o México eu não fazia ideia de que o país oferecia um dos passeios de balão mais legais do mundo. Mas lá estava eu, às 4h e pouco da manhã – e apenas algumas horas depois de pousar no país – em uma van rumo à Teotihucan.

Mais tarde naquela mesma manhã, quando o céu já era uma mistura de tons pasteis de azul e rosa e o Sol ensaiava sua entrada, vivi um dos momentos mais especiais da minha vida ao lado de pessoas queridas em um cesto de vime a pouco mais de 70 metros de altura.

Pois é! Por aí já dá para notar que eu adorei o passeio de balão de ar quente sobre as ruínas de Teotihuacan.

A Pirámide del Sol durante o nascer do Sol. Foto: arquivo pessoal

Teotihuacan

Antes de seguirmos com este texto, é válido entender um pouquinho sobre o que foi Teotihuacan, ou a Cidade dos Deuses.

Bem, Teotihuacan foi uma importante cidade da Mesoamérica que prosperou como polo urbano e cultural, chegando a ter mais de 120 mil habitantes durante seu apogeu entre 350 d.C e 600 d.C, segundo o historiador brasileiro Eduardo Natalino dos Santos em seu livro Deuses do México Indígena.

Localizada a quase 50 km a nordeste da atual capital do país, a Cidade do México, Teotihuacan é famosa por suas misteriosas e imponentes pirâmides – sendo a Pirámide del Sol a terceira maior do mundo (ela perde apenas para a Pirâmide de Cholula, também no México, e para a Grande Pirâmide de Gizé, Egito).

No entanto, entre os séculos VII e X, a cidade entrou em decadência, foi a queda da Cidade dos Deuses – segundo teoria, Teotihuacan teria sido destruída e abandonada por conta de um incêndio. De qualquer forma, a grandiosa cidade passou a ser um importante ponto de peregrinação para o extinto Império Asteca, além de atrair milhares de pessoas até os dias de hoje.

Como fechar o passeio e qual agência escolher?

Primeiro de tudo: pesquisamos muito antes de fechar o nosso passeio de balão de ar quente.

Inclusive, quando o assunto é “fechar passeio” somos muito conservadores aqui em casa e sempre que possível optamos pelo jeito tradicional de comprar algo, ou seja, “olho no olho”. Por isso, na época, varri a internet em busca de agências de turismo na CDMX; mas confesso que foi difícil encontrar lojas físicas. Além disso, a maioria parecia estar sediada em Teotihuacan mesmo.

Então nos rendemos aos sites, como Airbnb e Get Your Guide.

Depois de muitas buscas e cotações, encontrei a Flying Pictures México. Bem avaliada entre os viajantes, os valores eram satisfatórios e a equipe foi super solícita quando entrei em contato pelo e-mail. 😉

A partir daí, reservamos o passeio de balão dois dias antes através do próprio e-mail e pagamos parte do valor via PayPal (o restante foi pago no dia do voo).

Vale falar que assim como a Flying Pictures, a maioria das empresas oferece diversas modalidades de passeio: voo de balão, voo de balão + café da manhã, transfer da CDMX + voo de balão, voo de balão + visita guiada + transfer de volta e por aí vai. No nosso caso, fechamos o transfer da Cidade do México, voo de balão, café da manhã e transfer de volta.

Aproveitando o gancho, dica: é bastante importante checar se a agência com a qual você está negociando esse passeio oferece o serviço de transfer, já que o sítio de Teotihuacan – e o ponto de saída dos balões – fica a pouco mais de 1 hora de distância da Cidade do México.

E ainda sobre o transfer… por sorte, estávamos hospedados em um bairro central, então a van nos buscou na porta do nosso apartamento/ Airbnb e não foi necessário irmos até algum ponto de encontro. Mas nem todas as empresas buscam na hospedagem, o que elas fazem é marcar um lugar de saída (normalmente, o Zócalo da CDMX).

Como funciona o passeio de balão?

Bem, se você chegou até aqui, deve ter notado mais acima que o passeio de balão acontece de manhã bem cedo – afinal, um dos grandes objetivos por trás desse tour é contemplar as pirâmides durante o nascer do Sol.

E aqui já vai um spoiler: a experiência com a Flying Pictures foi super legal do começo ao fim!

Chegamos entre 5 e 6 horas da manhã no ponto de saída, que é pertinho do sítio arqueológico de Teotihuacan. Enquanto a equipe preparava e inflava os balões, pudemos nos aquecer na tenda e saborear alguns chás que estavam lá de cortesia.

Quando o céu deu os primeiros sinais de que iria clarear, as pessoas começaram a ser embarcadas e logo foi possível ver um ou outro balão pipocando no horizonte. E, querido leitor, que cena!

De uma hora para outra, a paisagem, antes escura, ganhou forma e foi possível avistar algumas construções da Cidade dos Deuses ao fundo. Então dezenas de balões acenderam e enfeitaram o céu – todos com o mesmo objetivo: ver o nascer do Sol nascer atrás da Pirámide del Sol, em Teotihuacan.

É interessante ressaltar que para que um balão de ar quente alce voo, é preciso levar em conta medidas como peso e altura dos ocupantes – por isso, não se assuste quando a empresa solicitar essas informações a você!

Sem dúvida, embarcar no cesto do balão foi algo diferente – e confesso que, a princípio, fiquei bastante assustada. Mas o voo foi leve, bem como a decolagem, que, por sua vez, foi quase imperceptível.

De modo geral, o passeio de balão foi muito diferente do que eu esperava (melhor, claro!) e durou quase 60 minutos.

Após o pouso, brindamos o voo com champanhe ainda no cesto do balão e seguimos de van para um delicioso café da manhã mexicano nas redondezas. Depois, cada passageiro recebeu seu certificado de voo e seguimos com a van para a entrada do sítio arqueológico de Teotihuacan!

No nosso caso, combinamos um horário com a Flying Pictures para o retorno de van para a Cidade do México.

Vale a pena?

Acredito que nessa altura do campeonato já deu para perceber que, na minha opinião, sim, vale muito a pena!

Para aqueles que têm medo ou algum tipo de receio: não, não balança; o balão não sai voando de forma descontrolada; e não, não é preciso subir uma altura grandiosa caso os passageiros não se sintam confortáveis. Talvez a parte mais chata seja a aterrissagem. Essa sim é um pouquinho turbulenta e pode ser demorada já que é preciso buscar por um terreno adequado e estabilidade para um pouso seguro.

Mas, de todo modo, não deixe de fazer o passeio! Garanto que você vai se divertir e sair do balão com diversas memórias gostosas. 💃

Serviço

ventas@flyingpictures.mx

Flying Pictures México

Instagram

Também é importante ressaltar que este texto é baseado na viagem que fiz ao México em fevereiro de 2020. Na época, pagamos 2599,00 MXN por pessoa, mais 250,00 MXN de transfer de ida também por pessoa. Nosso voo foi o tradicional e o buffet de café da manhã já estava incluso.

Você já sabia que era possível sobrevoar as pirâmides de Teotihuacan em um balão de ar quente? Comente! 🙂

Capa:

Pirámide del Sol durante o nascer do Sol. Foto: arquivo pessoal

2 comentários sobre “O que você precisa saber sobre o passeio de balão em Teotihuacan

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s