10 motivos para você conhecer Paraty

Poucos sabem, mas Paraty vai muito além de uma cidadezinha bonita localizada no extremo litoral sul do estado do Rio de Janeiro. A cidade, que hoje é considerada Patrimônio Histórico Nacional, teve grande importância ao longo da história brasileira, exercendo um papel fundamental durante os ciclos do ouro do café.

No século XVI, colonos da capitania de São Vicente passaram a ocupar o território que hoje contempla a cidade por conta do fácil acesso que a região dava para o interior do país. Assim, em meados do século XVII, os primeiros trechos da Estrada Real (Caminho do Ouro) foram construídos, ligando Paraty a Ouro Preto (Vila Rica, naquela época). A expansão levou a construção de um porto em Paraty e consagrou a cidade como um importante ponto de exportação de ouro do Brasil para Portugal.

No século XIX, a rota seria usada para o café, que era produzido no Vale do Paraíba e enviado, a partir de Paraty, para a Europa.

Mas foi somente na década de 1950 que Paraty começou a consagrar-se como ponto turístico. Em 1958 a cidade foi tombada pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e o trecho Paraty-Cunha, parte da antiga Estrada Real, foi reaberto. Na década de 1970, a construção da Rio-Santos facilitou ainda mais o acesso de turistas à região.

Hoje, Paraty recebe feiras, festivais e encanta seus visitantes com sua beleza natural durante o ano inteiro. Como boa “cadelinha da cidade”, listei 10 motivos para você não deixar a cidade passar batido pela sua bucketlist!

1. O melhor dos dois mundos!

Paraty é uma cidade perfeita para quem curte centros históricos, museus e cultura, mas que não dispensa uma boa praia para relaxar ou prefere estar em contato com a natureza e praticar o chamado ecoturismo.

Isso significa que além de andar por ruas centenárias, com o chamado calçamento pé-de-moleque, e que assistiram de perto o desenrolar da história brasileira, é possível fazer trilhas, mergulhar e ainda apreciar alambiques e festivais estando em Paraty.

2. Arquitetura colonial portuguesa

O centro histórico da cidade, que remonta principalmente aos séculos XVII, XVIII e XIX, possui uma arquitetura linda, colorida e que rende altas fotografias.

Vale pontuar que os maçons também passaram pela cidade: é possível observar nas laterais de algumas construções símbolos geométricos e em relevo, marca registrada da organização.

019

3. Carros não circulam pelo centro histórico!

Fechado por correntes, o centro histórico preserva o charme da arquitetura colonial e proporciona um passeio agradável e que deixa aquele gostinho de estar visitando o passado.

4. Contrastes

Paraty é uma cidade de dia e outra de noite.

Ao longo do dia, a cidade é mais calma e têm cores vibrantes. Você pode caminhar tranquilamente pelas ruelas enquanto tira fotos e aprecia as construções locais. Já à noite, Paraty fica movimentada e badalada, principalmente por conta dos muitos bares e restaurantes – mas não por isso fica menos encantadora!

5. Espelhos d’água

Paraty é muito charmosa, especialmente pelas manhãs! Isso porque a maré sobe durante a noite e inunda as ruas do centro velho. Assim, quando ela baixa, de manhãzinha, as ruas ficam com grandes (e famosos) espelhos d´água, que refletem as construções.

6. Praias

A cidade com certeza não é escassa de praias! Há algumas mais próximas do centro e outras mais afastadas.

A praia do Pontal é a mais próxima do centro histórico. Apesar de pequena e movimentada, sua paisagem não deixa nada a desejar.

A paria do Jabaquara é uma das que mais gosto. Ela não fica tão longe do centro histórico – é possível ir a pé e a caminhada não dura 30 minutos. Tranquilo e pouco movimentado, apesar dos vários quiosques, o Jabaquara é um bom lugar para relaxar e praticar canoagem. Por conta da proximidade com o manguezal, há a chamada lama medicinal nessa região – segundo pesquisadores, a argila encontrada nos mangues é uma boa aliada para a saúde da pele, pois é rica em nutrientes.

Trindade é um dos destinos mais famosos em Paraty. A região está dentro da área de Proteção Ambiental do Cairuçu e fica a menos de uma hora do centro histórico. A vila possui praias, trilhas e cachoeiras, além de muitos lugares para camping.

7. Passeios de barco 

Fazer passeios de escuna/ barco durante a estada em Paraty com certeza vale a pena! Existem diversas agências de turismo na cidade que oferecem esses passeios. No cais de Paraty há vários marinheiros com embarcações menores que também oferecem tours pelas praias e ilhas da região. Geralmente, esses programas duram cinco ou seis horas e englobam paradas na Ilha do Mantimento, Ilha Comprida, Praia da Lula, Praia Vermelha e Praia de Santa Rita.

Se você der sorte, durante esse tipo de passeio, pode ver golfinhos em seu habitat natural!

A dica aqui é: busque sempre por agências que promovam o turismo ecológico e estejam alinhadas com normas de preservação e sustentabilidade.

196-cc3b3pia1

8. Saco do Mamanguá 

Também conhecido como Fiorde Brasileiro, o Saco do Mamanguá é uma entrada de mar, sendo um importante reduto de vida marinha. Ao longo dos seus 8 km de extensão, há 33 praias e 8 comunidades caiçaras.

O fundo do Mamanguá guarda ainda um manguezal muito bem preservado e alguns rios. Por conta da biodiversidade da região, não é permitida a entrada de barcos motorizados, assim o acesso é por trilha ou embarcações menores.

Aqui eu te mostro um pouquinho do Mamanguá.

9. FLIP

A Festa Literária Internacional de Paraty é uma manifestação cultural que rola na cidade desde 2003. A festa proporciona diálogos entre importantes autores e, a cada edição, homenageia um nome da literatura brasileira, preservando, assim, a língua portuguesa e a literatura nacional.

A FLIP dialoga diretamente com a cidade, proporcionando explosões de diversidade, tanto na literatura quanto nas artes visuais. Em 2017, a festa recebeu mais de 25 mil pessoas ao longo de seus cinco dias, sendo esta sua edição de maior sucesso até hoje.

10. Patrimônio

Hoje, Paraty é Patrimônio Histórico Nacional, tombado pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). A UNESCO considera o centro histórico como “o conjunto arquitetônico mais harmonioso”. De acordo com o Ministério da Cultura, em março de 2018, a UNESCO aceitou Paraty como candidata a Patrimônio Mundial.

Serviço

Visite Paraty

Prefeitura de Paraty

Atualizado em: 5 de abril de 2021 às 11h21.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s