Bonito, MS: Buraco das Araras

Já imaginou um lugar paradisíaco, com ares de cinema, e cheinho de araras para observar? Bem, esse lugar existe, é o Buraco das Araras, que pode ser visitado durante sua ida à cidade de Bonito, no Mato Grosso do Sul. 🦜

Ah! Antes de tudo, uma coisa deve ser esclarecida: na verdade, o Buraco das Araras não fica em Bonito, mas em Jardim, município ao lado. Contudo, pelo fato de Bonito ser o point do turismo ecológico na região, o passeio é vendido nas agências de lá.

Assim como o Buraco das Araras, os passeios de Flutuação no Rio da Prata e na Lagoa Misteriosa também são em Jardim, mas vendidos em Bonito.

Como esses três passeios ficam próximos, vale a pena tentar fazer todos no mesmo dia – basta agendar com antecedência para encaixar os horários. O nosso dia foi assim: Flutuação Rio da Prata (8h30) – almoço – Mergulho Lagoa Misteriosa (14h00) – Buraco das Araras (16h40). Deu para aproveitar tudo sem estresse.

De todos os passeios programados para a viagem de Bonito o que eu mais estava ansiosa para fazer era o Buraco das Araras, um lugar onde é possível observar, majoritariamente, a arara-vermelha. Não sei exatamente o motivo, mas amo animais e acho que uma das coisas mais bonitas é poder vê-los livres na Natureza.

Bonito

O Buraco das Araras é uma dolina, ou seja, uma formação geológica que é, a grosso modo, uma colina virada para baixo. Com 110 metros de profundidade e 500 metros de diâmetro, o Buraco das Araras é a segunda maior dolina do mundo. As araras se abrigam nas paredes desse buraco, principalmente durante seu período de reprodução (junho a agosto). Veja mais fotos do Buraco das Araras no final do post.

O passeio

O receptivo oferece lojinha, lanchonete, banheiros, redes de descanso, Wi-fi e placas explicativas a respeito das araras e dolinas. Em suma, o passeio dura mais ou menos 1 hora e consiste em contornar o buraco, parando nas duas plataformas de contemplação por um bom tempo. Durante nosso percurso, o guia comentou que o ideal era visitar o Buraco de manhã, logo nos primeiros horários, ou mais no final da tarde, no período do nosso horário (16h40), que era o último do dia, pois é nesse momento que há uma maior movimentação de aves na região – pense nisso quando for programar o seu passeio.

Bonito

Assim que chegamos, fomos recebidos pelo guia, que foi bastante atencioso. Ao longo do caminho ele fornece explicações sobre a vegetação e animais que circulam por aquela área – pode ocorrer de você ver tamanduás, cotias e outras espécies na trilha. Caminhar pela trilha até o primeiro ponto de observação não é difícil nem demorado. E de lá para o segundo e depois para a saída também é rápido.

Logo na primeira parada já fiquei encantada. A paisagem é única e linda, dá vontade de ficar olhando o dia inteiro. Pouco tempo depois foi possível avistar as primeiras araras: voando em bando, cruzando o buraco em duplas, se empoleirando nas árvores e entrando nos buracos das paredes de arenito.

Nunca vi tantas araras na minha vida. Sem contar o som que elas emitem – poder ouvi-las se comunicando umas com as outras não tem preço. Ao longo do passeio também vimos outras espécies de aves e até mesmo morcegos – era fim de tarde, então a maioria das aves estava chegando para dormir, enquanto que os morcegos estavam saindo.

Bonito
As plataformas de observação possuem dois pisos e bancos. Foto: arquivo pessoal

O passado do Buraco da Araras

O guia explicou que, durante muitos anos, aquela dolina foi utilizada como depósito de lixo pela região (!!!) – jogavam de tudo lá embaixo, inclusive carros.

Entretanto, quando o atual proprietário adquiriu a fazenda, enxergou a importância ecológica do “buracão”, limpou o Buraco das Araras e recuperou a fauna e a flora da área por meio de ações conjuntas com diversos órgãos. A iniciativa deu certo e a área se consolidou como um destino ecológico. Até que, em 2007, a família proprietária da área fez com que ela passasse a ser uma RPPN (Reserva Particular de Patrimônio Natural).

Ainda hoje há carcaças de carros lá embaixo, isso porque elas eram muito pesadas para serem retiradas e já haviam sido incorporadas pelo local.

Aliás, dentro do buraco, há um ecossistema próprio, isso inclui um lago habitado por jacarés – vale lembrar que esses animais nascem, crescem e morrem no fundo dessa dolina.

Hoje, essa RPPN contempla mais de 150 espécies de aves registradas.

Bonito

O que levar?

Não foi necessário passar muito repelente ou protetor solar, pois estava friozinho e já era fim de tarde. Mas, caso você visite o Buraco das Araras de manhã, vale passar protetor e repelente, principalmente se estiver calor.

O item mais essencial para o passeio, faça frio ou calor, é uma garrafa de água, no mínimo.

Caso você tenha um binóculo em casa, vale levar também!

Bonito

Serviço

Indico visitar o site do Buraco das Araras e fique por dentro de todas as informações a respeito do lugar.

Distância: 58 km de Bonito.

Preço: esse é um dos passeios mais baratos, mas confira os valores diretamente com o atrativo ou com sua agência de viagem.

contato@buracodasararas.com.br

Facebook

Instagram

Bonito

Todas as imagens deste post são de arquivo pessoal.

Atualizado em 29 de janeiro de 2022 às 21h51.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s