Bonito, MS: Buraco das Araras

Antes de tudo, uma coisa deve ser esclarecida: na verdade, o Buraco das Araras não fica em Bonito, mas em Jardim, município ao lado. Contudo, pelo fato de Bonito ser o point do turismo ecológico na região, o passeio é vendido nas agências de lá.

Assim como o Buraco das Araras, os passeios de Flutuação no Rio da Prata e na Lagoa Misteriosa também são em Jardim, mas vendidos em Bonito.

Como esses três passeios ficam próximos, vale a pena tentar fazer todos no mesmo dia – basta agendar com antecedência para encaixar os horários. O nosso dia foi assim: Flutuação Rio da Prata (8h30) – almoço – Mergulho Lagoa Misteriosa (14h00) – Buraco das Araras (16h40). Deu para aproveitar tudo sem estresse.

De todos os passeios programados para a viagem de Bonito o que eu mais estava ansiosa para fazer era o Buraco das Araras, um lugar onde é possível observar, majoritariamente, a Arara-vermelha. Não sei exatamente o motivo, mas amo animais e acho que uma das coisas mais bonitas é poder vê-los livres na Natureza.

Bonito

O Buraco das Araras é uma dolina, ou seja, uma formação geológica que é, a grosso modo, uma colina virada para baixo. Com 110 metros de profundidade e 500 metros de diâmetro, o Buraco das Araras é a segunda maior dolina do mundo. As Araras se abrigam nas paredes desse buraco, principalmente durante seu período de reprodução (Junho – Agosto). Veja mais fotos do Buraco das Araras no final do post.

O passeio

O receptivo oferece lojinha, lanchonete, banheiros, redes de descanso, Wi-fi e placas explicativas a respeito das Araras e dolinas. Em suma, o passeio dura mais ou menos 1 hora e consiste em contornar o buraco, parando nas duas plataformas de contemplação por um bom tempo. Durante nosso percurso, o guia comentou que o ideal era visitar o Buraco de manhã, logo nos primeiros horários, ou mais no final da tarde, no período do nosso horário (16h40), que era o último do dia, pois é nesse momento que há uma maior movimentação de aves na região – pense nisso quando for programar o seu passeio.

Bonito

Assim que chegamos, fomos recebidos pelo guia, que foi bastante atencioso. Ao longo do caminho ele fornece explicações sobre a vegetação e animais que circulam por aquela área – pode ocorrer de você ver tamanduás, cotias e outras espécies na trilha. Caminhar pela trilha até o primeiro ponto de observação não é difícil nem demorado. E de lá para o segundo e depois para a saída também é rápido.

Logo na primeira parada já fiquei encantada. A paisagem é única e linda, dá vontade de ficar olhando o dia inteiro. Pouco tempo depois foi possível avistar as primeiras Araras: voando em bando, cruzando o buraco em duplas, se empoleirando nas árvores e entrando nos buracos das paredes de arenito. Nunca vi tantas Araras na minha vida. Sem contar o som que elas emitem – poder ouvi-las se comunicando umas com as outras não tem preço. Ao longo do passeio também vimos outras espécies de aves e até mesmo morcegos – era fim de tarde, então a maioria das aves estava chegando para dormir, enquanto que os morcegos estavam saindo.

Bonito
As plataformas de observação possuem dois pisos e bancos

O passado do Buraco da Araras

O guia explicou que, durante muitos anos, aquela dolina foi utilizada como depósito de lixo pela região (!!!) – jogavam de tudo lá embaixo, inclusive carros. Entretanto, quando o atual proprietário adquiriu a fazenda, enxergou a importância ecológica do “buracão”, limpou o Buraco das Araras e recuperou a fauna e a flora da área por meio de ações conjuntas com diversos órgãos. A iniciativa deu certo e a área se consolidou como um destino ecológico. Até que, em 2007, a família proprietária da área fez com que ela passasse a ser uma RPPN (Reserva Particular de Patrimônio Natural). Ainda hoje há carcaças de carros lá embaixo, isso porque elas eram muito pesadas para serem retiradas e já haviam sido incorporadas pelo local.

Aliás, dentro do buraco, há um ecossistema próprio, isso inclui um lago habitado por jacarés – vale lembrar que esses animais nascem, crescem e morrem no fundo dessa dolina.

Hoje, essa RPPN contempla 125 espécies registradas e você pode conferir todas aqui.

Bonito

O que levar?

Não foi necessário passar muito repelente ou protetor solar, pois estava friozinho e já era fim de tarde. Mas, caso você visite o Buraco das Araras de manhã, vale passar protetor e repelente, principalmente se estiver calor. O item mais essencial para o passeio, faça frio ou calor, é uma garrafa de água, no mínimo. Caso você tenha um binóculo em casa, vale levar também!

Bonito

Serviço

Visite o site do Buraco das Araras e fique por dentro de todas as informações a respeito do lugar. E saiba mais sobre dolinas aqui e aqui.

Distância: 58 km de Bonito

Preço: esse é um dos passeios mais baratos, mas confira os valores diretamente com o atrativo ou com sua agência de viagem

contato@buracodasararas.com.br

Facebook

Instagram

Bonito

Atualizado em: 13 de agosto de 2018 às 12h12.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s