Mal de altitude: como combater a doença da montanha

Mal de altitude, doença da montanha, soroche ou hipobaropatia é uma enfermidade que acomete grande parte dos viajantes que se aventuram por terras altas como Machu Picchu (2.430), Cusco (3.399), La Paz (3.640), Lhasa (3.656) e Puno/ Lago Titicaca (3.827). Se você, assim como eu, mora em um lugar baixo, como São Paulo, Rio de Janeiro, Campo Grande ou Recife, dificilmente vai passar 100% imune à … Continuar lendo Mal de altitude: como combater a doença da montanha

Desvendando Machu Picchu, a principal atração turística do Peru

Machu Picchu é uma das sete maravilhas do mundo moderno e um patrimônio da humanidade pela UNESCO. O imponente sítio arqueológico inca está a 2.430 metros acima do nível do mar, ocupa 32.592 hectares e foi um importante centro político, religioso e astronômico do império. Além disso, está entre os Andes Peruanos e a Bacia do Amazonas e a 112,5 km de Cusco. Hoje, o Santuário … Continuar lendo Desvendando Machu Picchu, a principal atração turística do Peru

Aramu Muru: o portal místico pertinho de Puno

Pouco mais de 65 km de estrada separam o centro da cidade de Puno, sul do Peru, das montanhas de Hayumarca, local onde está Aramu Muru, o portal dos deuses. Raramente conhecido por turistas e peruanos, Aramu Muru é um lugar cheio de energia e mistério. Desconstruindo o portal Sem muitas enrolações, Aramu Muru é um portal, de 7 metros de altura por 7 metros … Continuar lendo Aramu Muru: o portal místico pertinho de Puno

Beco do Batman: alô alô arte urbana

Quem está habituado com São Paulo já sabe: o que não falta nas ruas da cidade é street art. Não é nem um pouco difícil encontrar a famosa arte de rua dando vida e cor às paredes de essepê. Entretanto, um cantinho de Sampa ganhou uma atenção especial em termos de grafite: o Beco do Batman O Beco do Batman é nada mais nada menos … Continuar lendo Beco do Batman: alô alô arte urbana

O Espaço Olavo Setúbal e as exposições permanentes do Itaú Cultural

É no quarto e no quinto piso do Itaú Cultural que o espaço Olavo Setúbal está localizado. Desde 2014, quando foi inaugurado, o espaço de 513 metros quadrados guarda uma mostra, composta por 1364 obras, totalmente dedicada à história do Brasil. São duas coleções misturadas no ambiente, que é dividido em nove módulos distintos para que a história brasileira possa ser contada ao público. A coleção … Continuar lendo O Espaço Olavo Setúbal e as exposições permanentes do Itaú Cultural

Bonito, MS: flutuação na Nascente Azul

A Fazenda Nascente Azul fica pertinho do centro de Bonito e oferece o passeio de flutuação mais tranquilo da região. Além disso, essa é a única nascente em Bonito onde é possível flutuar. A Nascente Azul origina o Rio Formoso e pelo fato de possuir uma forte coloração azul, semelhante à Lagoa Misteriosa, recebeu o nome de Nascente Azul. Receptivo O receptivo/ sede da fazenda … Continuar lendo Bonito, MS: flutuação na Nascente Azul

A surpresa no Vale del Colca

Chivay é uma cidadezinha peruana no coração do Cânion del Colca, o mais profundo da Terra. O cânion é um dos locais mais visitados no Peru e lá é possível observar o voo do Condor (condor-dos-andes), a maior ave de rapina do mundo, as asas abertas atingem até 3 metros de envergadura. Bem, a parada na pequena pousada em Chivay foi crucial para descansar e, … Continuar lendo A surpresa no Vale del Colca

Bonito, MS: mergulho na Lagoa Misteriosa

Assim como o Buraco das Araras e a flutuação no Rio da Prata, a Lagoa Misteriosa não é em Bonito, mas em Jardim, município ao lado. Contudo, pelo fato de Bonito ser o point do turismo ecológico, o passeio é vendido nas agências de lá. Como eu falei aqui, o Rio da Prata, Lagoa Misteriosa e Buraco das Araras ficam próximos e vale a pena … Continuar lendo Bonito, MS: mergulho na Lagoa Misteriosa

Parque Estadual Serra do Mar: Trilha do Rio Paraibuna

A saída do quilômetro 56,2 da rodovia Cunha-Paraty leva a uma estradinha de terra cheia de casinhas pitorescas e campos ocupados por vacas e cavalos. Apesar do bom estado e da paisagem bonita, os 20 km de barro parecem ser inacabáveis. Já a atmosfera no veículo que desbrava a rota é de cansaço somado àquele pensamento de “onde foi que me meti?”. Então, finalmente, a … Continuar lendo Parque Estadual Serra do Mar: Trilha do Rio Paraibuna